Autonomia e Controle em um ambiente “VUCA”

O tema do momento, para os colaboradores de qualquer tipo e tamanho de organização, é a obtenção da desejada mentalidade digital. Embora exista muita confusão sobre o que essa mentalidade realmente signifique uma das formas de defini-la é através das suas desejadas manifestações. Um desejo que faz parte dessa nova mentalidade é a rapidez com que vamos nos adaptando às mudanças do ambiente.

Num ambiente “vuca” (volatile, uncertain, complex, ambiguous) ter mentalidade digital siginifica estar “antenado” e mudar, experimentar, testar novas ideias e implementar o quanto antes.

É aqui onde a autonomia “na ponta” se torna necessária: rapidez na decisão e implementação. Em um sistema de decisão centralizado o tempo entre a decisão e a implementação é longo.

Tenho que confessar que antes da mentalidade digital era mais fácil conseguir essa proeza. Era só mandar e pronto! Simples e rápido. Mas era lento. O que, na época, não era um problema maior, já não é mais válido hoje. O que fazer?

A garantia de que as pessoas irão desempenhar suas tarefas conforme a missão da empresa não está mais no controle das ações das pessoas. Então como garantir que a intenção esteja na direção desejada?

Quem necessita de mudança somos nós, os gestores. Estamos preparados para ajudar as pessoas a agirem com a intenção e na direção que queremos?

Carlos Alberto Racca é diretor do Departamento de Direção de Operações do ISE Business School.

Contato ISE

Escreva aqui sua mensagem que retornaremos em breve!

Start typing and press Enter to search